Todos os artigos

Mídias


Buscar Artigos
Fale Conosco
2015-09-02 10:00:40
Virão primeiro na Marvel Studios, e parece que são boas!!

Para você entender direitinho o que aconteceu durante todos esses anos e o que acontecerá daqui para frente, é preciso esclarecer alguns pontos.

Você pensa que o chefão da Marvel é o Kevin Feige? Pois saiba que você está redondamente enganado.

Todos os campos do universo Marvel – quadrinhos, cinema, televisão, merchandising, etc – eram coordenados por um bilionário chamado Ike Perlmutter (se prepare, pois você não vai gostar desse cara).

Ike Perlmutter é um homem recluso que começou sua carreira vendendo cosméticos de porta em porta. É aquele tipo de rico que todo mundo fala: começou sem nada e acabou sendo bem-sucedido e respeitado. Ele entrou para a Marvel em 1997, mas ele não é um apreciador ou conhecedor do universo dos quadrinhos, mas sim, um cara que se dedica a planilhas e números. Em 2005 ele se tornou CEO da Marvel, e em 2009, quando a Disney adquiriu a Marvel, recebeu 800 milhões de dólares da nova dona.

Perlmutter é conhecido por sua ganância e por ser um grande pão-duro. No passado, as cabines de imprensa da Marvel serviam apenas Subway para os convidados. Em 2008, quando o filme Homem de Ferro foi lançado para iniciar o universo cinematográfico da Marvel, Perlmutter ficou extremamente perturbado com os custos de produção do longa (140 milhões de dólares, que geraram 585 milhões em bilheteria) que resolveu abater os gastos na comercialização do projeto. Na época ele chegou a argumentar que as cabines de imprensa ao redor do mundo deveriam servir apenas batatas fritas aos convidados.

Ele também é responsável pelos contratos abusivos com os atores da Marvel. Um funcionário do estúdio relatou ao site The Hollywood Reporter que, se um ator assinar um contrato com a empresa, esta tem o direito de controlá-lo e promover cameos em outros filmes da franquia sem pagar a mais por isso. Lembra das reclamações do Idris Elba em ter sido obrigado a viajar para gravar um cameo em Era de Ultron, mesmo estando envolvido com outros projetos? Pois é. Não importa onde o ator esteja ou se está trabalhando: no momento que você assina com a Marvel, você é obrigado a fazer o que o estúdio manda.

Outro costume abusivo promovido por Perlmutter é pagar um valor miserável aos diretores em suas respectivas estreias e aumentá-lo gradualmente nos demais filmes. Os irmãos Joe e Anthony Russo relataram recentemente ao Wall Street Journal que ganharam mais dinheiro dirigindo séries como “Community” e “Happy Endings” do que com Capitão América: O Soldado Invernal. Joss Whedon também já revelou que sua websérie “Dr. Horrible’s Sing-Along Blog” lhe pagou mais do que seu trabalho em Os Vingadores.

Sabe quem é o responsável pela falta de diversidade no elenco e desvalorização das personagens femininas? Isso mesmo, Ike Perlmutter! Num e-mail vazado quando a Sony foi hackeada, o bilionário justificou a falta de filmes com protagonistas femininas no MCU para o CEO da Sony, Michael Lynton, com os fracassos de Elektra, Mulher-Gato e Supergirl.

Por último, lembra que James Rhodes foi interpretado por Terrence Howard em Homem de Ferro (2008), e substituído por Don Cheadle nos demais filmes? Antigos funcionários de Perlmutter relataram que ele argumentou que ninguém seria capaz de notar a diferença entre os atores porque ambos são negros. A polêmica foi tão grande que a Marvel chegou a fazer um comunicado oficial sobre o caso.

Ok, há muitas outras coisas horríveis que esse cara fez, mas o ponto principal desta matéria não é sobre ele. Contudo, preciso que você conhecesse sua história para entender o valor do que aconteceu hoje.

A Disney está reestruturando a Marvel Studios. Até hoje, Kevin Feige era obrigado a obedecer as ordens de Perlmutter e reportar tudo a ele. Mas daqui para frente as coisas serão diferentes: o novo chefão da Marvel é Alan Horn, presidente da Walt Disney Studios.

Nosso salvador: Alan Horn

Nosso salvador: Alan Horn

Antes de entrar para a Disney, Horn foi presidente da Warner. Durante seu mandato (1998-2011) o estúdio alcançou o melhor desempenho nas bilheterias por 7 vezes e lançou vários filmes aclamados pela crítica, incluindo os oito filmes da franquia Harry Potter, Batman Begins, Batman: O Cavaleiro das Trevas, A Fantástica Fábrica de Chocolate, Happy Feet – O Pinguim, Sherlock Holmes, Os Infiltrados, Menina de Ouro, os dois últimos filmes da trilogia Matrix e da trilogia Onze Homens e um Segredo.

Horn entrou para a Disney em 2012 e, desde então, é o responsável pelas operações da Disney ao redor do mundo. Isso inclui a produção, distribuição e comercialização dos filmes, tanto live-action quanto animação da Disney, Pixar e Lucasfilm. Ele é o cara por trás de Arremesso de Ouro (2014), Malévola (2014); Caminhos da Floresta (2014); Big Hero 6 (2014); Cinderela (2015); Divertida Mente (2015); Star Wars: O Despertar da Força (2015); e todos os filmes anunciados pela empresa.

Disney está reestruturando a Marvel Studios e já tem um novo chefão

E agora, é esse o cara que vai tomar conta de todos os passos da Marvel Studios. Infelizmente, anúncios de novos filmes só acontecerão a partir do fim da terceira fase, enquanto os filmes que já foram anunciados e vão iniciar suas gravações, passarão pela supervisão extraordinária de Alan Horn.

Nosso mais novo anjo da guarda ao lado do pessoal de "O Despertar da Força"

Nosso mais novo anjo da guarda ao lado do pessoal de “O Despertar da Força”

Demorou, mas aconteceu alguma mudança importante nos escritórios da Marvel Studios. Agora é só esperar as boas notícias começarem, pois toda a carreira de Horn é famosa por promover a diversidade, os roteiros originais e a liberdade criativa. Valeu, Disney!

 

Gleison Cardoso da Silva
Criador e Idealizador do EfeitoTetris.com. Sempre tentando trazer coisas novas pra você que leu essa matéria aí em cima.


Termos de uso
Política de privacidade