Todos os artigos

Mídias


Buscar Artigos
Fale Conosco
2015-11-26 09:54:15
Filmes que inspiraram crimes reais!
Sério cara, não faça isso em casa!
Alguns filmes são realmente inspiradores e capazes até mesmo de mudar nossas vidas em algum sentido, não é mesmo? É bem provável que você se lembre de algum filme que marcou algum período de sua vida, aquele que você assiste quantas vezes forem necessárias, sem o menor sinal de tédio.

O problema é quando algumas pessoas escolhem filmes um pouco mais pesados para usar como fonte de inspiração.
As histórias que você vai conhecer a seguir são de pessoas que cometeram crimes graves inspiradas no que viram nas telas do cinema, então segure-se e não faça isso em casa!( tô falando sério)
 
BATMAN, O CAVALEIRO DAS TREVAS (2008)
 
 
Em 2009 uma professora foi ofendida por uma de suas alunas, enfrentou a adolescente e exigiu um pedido de desculpas. A menina se desculpou e pediu para ir ao banheiro, onde, longe de todos, pintou o rosto de branco e cortou a própria face com uma lâmina de barbear que trazia consigo.
O corte foi feito para se parecer com o de Coringa e dar ao seu rosto o “sorriso” sombrio do vilão. Assim que voltou para sala, a menina foi em direção à professora, que se defendeu com uma das mesas. A garota foi contida e levada a uma instituição de cuidados psiquiátricos.

PROJETO X (2012)
 
 
O sucesso mais recente da nossa lista conta a história de um grupo de adolescentes que planejaram uma festa épica na ausência dos pais. A tal festa sai completamente do controle: muita gente comparece, a casa principal é destruída, a polícia é chamada, drogas e bebidas ficam liberadas e, eventualmente, a vizinhança inteira acaba pegando fogo.
Desde que o filme foi lançado, uma série de festas similares foram registradas. Os adolescentes querem ter as mesmas atitudes irresponsáveis das tomadas pelos homens do longa sem noção.
O resultado? Uma série de adolescentes machucados, usando drogas, bêbados, fora do controle, com dinheiro roubado, depredando edifícios e, inclusive, sendo mortos. Um dos casos acabou com a polícia resgatando uma garota bêbada, completamente sem roupa, de um carro cheio de meninos alvoroçados.

MATRIX (1999)
 
 
Pode parecer brincadeira, mas até mesmo Matrix inspirou uma série de assassinatos. Além dos sobretudos usados ??pelos assassinos Loukaitis, Harris, Klebold (Conhecidos como “school shooters”, o primeiro entrou armado na escola Frontier Middle School in Moses Lake e matou 3 pessoas; os outros dois ficaram conhecidos pelo “Massacre de Columbine, onde mataram 13 pessoas na Columbine High School) que lembram os sobretudos utilizados pelos protagonistas de Matrix, a sua premissa filosófica de que a nossa realidade não é, de fato real, e sim um programa virtual também faz parte do enredo do filme, e foi eternizado por vários assassinos como verdade.
De acordo com a lógica dos assassinos que se espelharam em Matrix, as pessoas que eles mataram não existem de fato, portanto, não havia crime. Esse é o caso do estudante sueco Vadim Mieseges, que fazia intercâmbio nos EUA. Mieseges disse à polícia que “ele tinha sido sugado para dentro de Matrix”. Ele matou e desmembrou uma senhora. O mesmo fez Tonda Lynn Ansley, que acreditava estar em Matrix, e comparou o assassinato a um simples sonho.
Talvez o caso mais conhecido seja o de Lee Boyd Malvo, o adolescente que ajudou John Allen Muhammad nos ataques de 2002 que ficaram conhecidos como “Beltway sniper attacks”, onde uma série de tiroteios coordenados ocorridos durante 3 semanas em Maryland , Virginia e Washington, mataram cerca de 10 pessoas. Malvo disse ao psiquiatra Dewey Cornell que ele havia assistido Matrix por “mais de 100 vezes”. Eu também e nem por isso saí matando as pessoas runf.

ENTREVISTA COM O VAMPIRO (1994)
 
 
No dia 17 de novembro de 1994, Daniel Sterling e sua namorada, Lisa Stellwagen, assistiram ao filme sobre vampiros e mais tarde foram dormir. Lisa acordou durante a noite e viu que o namorado estava olhando fixamente para ela, sendo que em seguida, ele disse “eu vou matar você e beber todo o seu sangue”. Ela não deu importância à ameaça do rapaz e voltou a dormir.
Mais tarde, naquela mesma noite, Lisa foi assassinada com várias facadas, para que Sterling pudesse sugar o sangue dela pelas feridas. Em seu julgamento, Sterling não culpou o filme pelo acontecido, mas disse que a história o inspirou. Os dois namoravam há oito anos. Que bizarro cara!

PÂNICO (1996)
 
 
O filme de terror que teve grande sucesso nos anos 90 foi considerado ideal para “ensinar” pessoas a matar. E foi isso o que se comprovou com o caso da adolescente belga Alisson Cambier, que se envolveu com Thierry Jaradin, um jovem de 24 anos.
Em uma noite, durante uma visita à casa do rapaz, Alisson foi pedida em casamento. Ela recusou, ele pediu desculpas e disse que iria para outro cômodo da casa, pois precisava se acalmar.
O rapaz voltou algum tempo depois, mas usando uma roupa preta e uma mascara idênticas às que o assassino vestia no filme. Ele então atingiu a garota com 30 facadas e, em seguida, ligou para a polícia e contou o que tinha feito.
Jaradin confessou que planejava o assassinato desde que tinha assistido ao filme. Ele era réu primário e, aparentemente( mas só aparentemente mesmo), não apresentava sintomas de desordem mental.

JOGOS MORTAIS (2004)
 
 
Jigsaw era o personagem extremamente psicopata, capaz de armar seus planos da maneira mais minuciosa possível, com os toques mais macabros de crueldade. A moral de seus jogos era ensinar suas vítimas sobre o valor da vida, afinal, os escolhidos eram sempre aqueles mais depressivos e que machucavam a si mesmos. O vilão não matava suas vítimas, no entanto, mas fazia com que elas se matassem.
O filme inspirou duas adolescentes que quiseram fazer uma brincadeirinha de péssimo gosto no estilo Jigsaw. Elas ligaram para um número aleatório e deixaram uma mensagem na secretária eletrônica de uma mulher de 52 anos. O recado dizia que a mulher teria duas escolhas diante da seguinte informação: uma amiga estava trancada em um dos cômodos da casa e as criminosas iriam liberar um gás tóxico no interior da residência.
As opções eram as seguintes: ou ela fugiria e salvaria a própria vida ou tentaria ajudar a amiga, mas colocaria sua segurança em risco. Detalhe: a mulher ouviu as ameaças enquanto estava em um funeral. Ela ficou tão nervosa que acabou sofrendo um acidente vascular cerebral, conhecido popularmente como “derrame”. A vítima acabou se recuperando e as adolescentes foram culpadas por assédio via telefone.

E você, sabe de algum caso parecido influenciado pela TV Brasileira?
Gleison Cardoso da Silva
Criador e Idealizador do EfeitoTetris.com. Sempre tentando trazer coisas novas pra você que leu essa matéria aí em cima.


Termos de uso
Política de privacidade